Já conheces o eBook que o Palco Principal está a oferecer? Descarrega-o aqui!
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Morada: Rua da Oliveira ao Carmo,2 (Largo do Carmo) 1200-309 Lisboa
Telefone: 213463509
 

Notícias

Os melhores podcasts de música

Como 30 de setembro é dia mundial do podcast vamos apresentar-vos a alguns que consideramos indispensáveis, já que sabemos que vocês adoram de ouvir música, falar sobre música e ouvir os outros falar sobre músicos e música.

Mas o que é um podcast? Bem, pensem num num programa de rádio mas para a internet. Muitos saíram da Internet e foram para a rádio, e há programas de rádio que dizem que também são podcasts mas, na realidade, são apenas de gravações de programas de rádio disponibilizadas na net.

Para se fazer um podcast só é preciso ter um microfone, uma pequena mesa de mistura e um computador. Temos algum desse material no Salão Musical de Lisboa, visitem a nossa loja online e vejam os nossos produtos.

Para já, vamos conhecer alguns do podcasts mais interessantes sobre música.

Cocaine & Rhinestones

Para quem gosta de música country, mas também para quem gosta de conhecer o drama por detrás das cortinas do palco: o pai que morreu, a casa que se perdeu, o amor que partiu, o cão que fugiu, ou seja, todos os ingredientes que fazem parte do imaginário deste género, bem assente nas tragédias pessoais de quem o interpreta.

Ler mais aqui:

Dia Mundial da Música

Para gente como nós, o dia da música é todos os dias. Por gente como nós queremos dizer gente que não sabe viver sem música, sem a ouvir, sem a tocar, sem falar sobre ela. É uma paixão, e uma das melhores partes da nossa vida, que gostamos de partilhar com os outros para melhorar a vida deles.

Mas, parece que desde 1975 se instituiu que o dia 1 de outubro é o Dia Mundial da Música, para ajudar a promover a arte musical em todas as suas formas em todos os sectores da sociedade, fomentando a paz e a amizade através da partilha de experiências. Ou seja, Jimi Hendrix tinha razão, ao dizer que só através da música poderíamos mudar o mundo.

Porque a música é bem capaz de ser a única coisa que todos os povos partilham, apesar de a fazerem de maneira diferente. E toda a gente reage ao ritmo, seja em que língua for.

Ler mais

As bandas e os seus nomes

Escolher o nome para uma banda não é fácil. Se alguns parecem perfeitos, há outros muito estranhos.

Trent Reznor, dos Nine Inch Nails, disse que arranjar um nome é o cabo dos trabalhos: “Não sei se alguma vez tentaram pensar num nome para uma banda, mas normalmente quando achamos que temos um bom, no dia seguinte parece-nos estúpido. Tive uns 200 assim. Nine Inch Nails (traduzido, Pregos de Nove Polegadas) durou as duas semanas de teste, ficava bem impresso, e podia ser abreviado facilmente (NIN). Não tem um sentido literal. Soa meio assustador. Duro e masculino. É uma praga encontrar um nome para uma banda.”

Mas todas as bandas têm um nome, e as fontes de inspiração são as mais variadas, desde piadas privadas como Goo Goo Dolls ou Butthole Surfers, a trocadilhos ou referências a partes da anatomia masculina, como Whitesnake, Tool, ou Throbbing Gristle. Outros vão buscar o nome a algo que foi buscar o nome a outra coisa, como os B52´s, que referenciam o penteado baseado no bombardeiro americano, ou a algo icónico como os Bauhaus, que se inspiraram no movimento artístico alemão no início do século XX.

Ler mais aqui

Devia aprender a tocar mais do que um instrumento?

Há grandes vantagens em se saber tocar um instrumento musical, portanto, deve haver mais vantagens ainda se soubermos tocar muitos. Certo? É o que vamos ver.

Ter o domínio técnico de um instrumento musical é extraordinário, e demora tempo. Mas dominar vários instrumentos não é impossível, e ajudam-nos a compreender melhor a música. Música, com M grande. E os benefícios não se ficam por aí, já que um multi-instrumentista competente, para além de ser mais versátil, é mais requisitado.

Ao sabermos tocar tanto instrumentos melódicos como percussivos ou mais dados à harmonia, ganhamos uma maior noção de como funcionam e encaixam as várias partes de uma música. Por mais engraçadas que sejam as partes de guitarra dos Red Hot Chili Peppers, é o baixo que lhes dá outra dimensão. Não é preciso saberem tocar como o Flea, mas se entenderem como o balanço muda tudo, então são melhores músicos. E sabiam que o Flea toca trompete, entre outros instrumentos?

Ler mais

Erros de principiante e maus hábitos

Já vos aconteceu olharem para um músico e avaliarem a sua qualidade sem que tenha tocado uma nota ou chegado sequer ao refrão? Pode ter sido pela forma como segurava o seu instrumento, pela afinação ou pelo tom, mas quem toca há algum tempo reconhece logo os bons e os maus músicos em poucos segundos.

Ou então têm um amigo que começou a aprender a tocar um instrumento ao mesmo tempo que vocês, mas que continua há anos no mesmo nível, e não percebem porquê.

Para não parecerem muito verdes no que estão a fazer, tenham em atenção algumas coisas ainda antes de começarem a tocar, para outras pessoas ou sozinhos em casa.

Vejam se estão afinados. É um conselho básico, mas muitos músicos, especialmente quando estão sozinhos, estão afinados q.b. Depois admiram-se que as músicas não soam tão bem como deviam ou têm que fazer um esforço extra para obter aquele som ou nota. Temos afinadores, caso precisem.

O vosso instrumento está em condições? As cordas estão boas? O vosso piano tem tido a manutenção devida? Um instrumento bem calibrado e cuidado faz maravilhas, independentemente do preço que custou.

Estão a segurar a vossa guitarra / trompete / baquetas / etc na posição correta? A vossa postura é a indicada? Se tiverem atenção a estes pormenores podem, para além de retirarem um melhor som, evitar lesões causadas por uma má posição a tocar.

Ler mais


Anterior12345...Próxima